segunda-feira, 13 de outubro de 2008

(Outra) Balada da Despedida

(vá lá Chefinho, mais uma...)

Coimbra tem mais encanto
Na hora da despedida.

E as lágrimas do meu pranto
São a luz que lhe dá vida.

Quem me dera estar contente,
Enganar a minha dor,
Mas a saudade não mente,
Se é verdadeiro o amor.

Coimbra tem mais encanto
Na hora da despedida.


E as lágrimas do meu pranto
São a luz que lhe dá vida.

Não me tentes enganar,
Com a tua formosura,
Que para além do luar,
Há sempre uma noite escura.

(...e sim! Coimbra tem mais encanto na hora da despedida!)
(:

Só 3 semanitas. Como é possível?!

1 comentário:

filipa disse...

Vês agora uma Coimbra encantada...
Três semanas e ficas.te "apaixonada" por Coimbra que te encheu o coração com belissimos momentos e que quando ai voltares a dose será a mesma :D